Gordura visceral

blank
Ganhar massa muscular
Outubro 20, 2021
blank
Devo correr constipado?
Novembro 3, 2021

Este é um tópico muito importante para quem treina (e não só) e na RM Trainer não é exceção, sendo uma luta constante, tanto para os praticantes como para o Treinador.

DATA: Outubro 2021
AUTOR: Rui Madeira | Saúde

O que é?

Segundo a nutricionista Zanin, T (2021), num artigo da tuasaude.com, a gordura visceral é um tipo de gordura que fica localizada na cavidade abdominal, próximo de alguns órgãos vitais e está associada a um maior risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, principalmente enfarte e aterosclerose, isso porque esse tipo de gordura pode também ficar depositada no coração.

Causas

A acumulação desse tipo de gordura acontece principalmente devido aos hábitos de vida pouco saudáveis, principalmente no que diz respeito à alimentação rica em açúcar, gordura e alimentos processados e a falta de prática de atividade física.

Além disso, a presença de grandes quantidades de gordura visceral podem também estar relacionadas com baixa qualidade do sono e altos níveis da hormona cortisol, que pode ter como consequência o aumento do peso e da circunferência abdominal devido à retenção de líquidos e redistribuição da gordura no organismo e aumento dos níveis de açúcar devido à estimulação do fígado para produzir glicose. Assim, é importante que sejam adotados hábitos de vida mais saudáveis!

Riscos

A presença de grandes quantidades de gordura visceral pode interferir no funcionamento de alguns órgãos como o fígado, estômago, intestino e coração, além de também poder favorecer o desenvolvimento de resistência à insulina, aumentando o risco de Diabetes.

Assim, é importante que o clínico geral ou cardiologista seja consultado, assim como um nutricionista, para que seja feita uma avaliação com o objetivo de identificar os níveis de gordura visceral, possíveis causas e assim, serem indicadas medidas que ajudem a eliminar a gordura visceral e prevenir os riscos.

Como perder gordura visceral

É importante adotar hábitos de saúde mais saudáveis, como prática de atividade física diariamente e realização de uma dieta hipocalórica e sem açúcar, de acordo com a orientação do nutricionista. Assim, é possível favorecer a eliminação da gordura visceral e prevenir que haja deposição de gordura nos órgãos.

Alimentação

Para eliminar a gordura visceral é importante ter uma alimentação com baixas calorias e pobre em açúcar. Assim, alguns alimentos que podem ser consumidos no dia a dia são:

- Maçã, pêra, morango, kiwi, abacaxi;

- Acelga, espinafre, alface, couve, rúcula;

- Abóbora, pepino, beterraba, tomate, cebola;

Peixes, como pescada, linguado, robalo, dourada;

- Carne de frango ou peru;

- Amêndoas, nozes, avelãs, sementes de chia, linhaça, abóbora ou girassol.

Além disso, podem ser adicionados na dieta alimentos termogênicos, como canela, café, gengibre ou chá verde, por exemplo, para ajudar a acelerar o metabolismo e facilitar a perda de gordura.

Frutas muito doces, como uvas ou figos não devem ser consumidos, já que contêm muito açúcar. Além disso, outros alimentos que não devem ser consumidos são bolos, bolachas, chocolates, refrigerantes, refeições prontas, molhos, pizzas, lasanhas e bebidas alcoólicas, pois além de possuírem muitas calorias favorecem a acumulação de gordura no organismo.

Exercício físico

É fundamental no processo de eliminação de gordura visceral, pois ajuda a estimular o metabolismo e consequentemente, a queimar gordura. No entanto, para que a gordura visceral seja eliminada efetivamente, é importante que sejam praticados exercícios aeróbicos, principalmente aqueles que ajudam a melhorar a condicão física, promover a saúde cardiovascular e favorecer o desenvolvimento de massa muscular ao mesmo tempo.

São exemplos a corrida, natação, ciclismo e saltar à corda, ou exercícios com maior intensidade como HIIT, crossfit e circuitos funcionais, sendo importante fazer pelo menos 30 minutos por dia.

Como medir a gordura visceral

Pode ser feito por meio da realização de tomografia computadorizada, ressonância magnética, ecografia ou por meio da medição da circunferência abdominal, que nos homens não deve ser superior a 94 cm e nas mulheres não deve ser superior a 80 cm. Quando a circunferência abdominal é superior a esses valores, há maior quantidade de gordura acumulada e maior risco de desenvolvimento de complicações, principalmente doenças cardiovasculares.

Para além desses exames também poderá efectuar uma simples medição de bioimpedância, como de resto acontece na RM Trainer, onde a balança lhe dará uma análise generalizada dos seus dados. Posteriormente, o seu Trainer delineará o melhor caminho a percorrer para a obtenção dos melhores resultados.

No fundo, a gordura visceral é um espelho do seu comportamento diário! Pense nisso…