Abdominais oblíquos

blank
Dieta do ovo
Setembro 9, 2020
blank
1º Aniversário RM Trainer
Setembro 29, 2020

Muitas vezes, quando se começa a treinar, existe a tendência para um esquecimento desse músculo, mas ele tem muitos benefícios para além dos estéticos. Saiba quais!

DATA: Setembro 2020
AUTOR: Rui Madeira | Exercício

Os abdominais oblíquos são, sem dúvida, um músculo que não devemos esquecer. A sua função é estabilizar o tronco em movimentos de rotação e flexão lateral. Se nos focarmos num aspeto mais estético, poderemos falar no famoso V no abdómen.

Como o nome sugere, são eles que trabalham quando fazemos trabalho cruzado, ou seja, trabalhamos o lado oposto daquele que movemos. Os oblíquos são constituídos pelo oblíquo maior, que é o externo, e o menor, que é o interno.

Ter oblíquos fortes ajudar-nos-á a aumentar o controlo e a estabilidade da coluna. Desta forma, a coluna irá suportar melhor as cargas em posição de rotação ou inclinações laterais, que são posições mais vulneráveis para suportar cargas.

Para se trabalhar os oblíquos, tem que se executar exercícios específicos para esta área. Quando treinamos os abdominais ou pranchas tradicionais, trabalhamos a área central do abdómen, focando o reto anterior do abdómen e o transverso. Para os oblíquos devemos efectuar crunches cruzados, pois afectam mais essa musculatura abdominal, por exemplo, no crunch em que trazemos os cotovelos para os joelhos opostos, ou pranchas laterais, com o peso do corpo de um lado.

Para fazer um bom trabalho abdominal, recomenda-se fazer exercícios abdominais variados o suficiente para induzir os diferentes músculos não só do músculo reto abdominal e transverso, mas também oblíquos, que é o que costumamos fazer, por falta de conhecimento ou variedade.

Alguns exercícios para trabalhar esta área podem ser:

• Prancha lateral: deite-se de lado, com o peso do corpo apoiado no antebraço e os pés apoiados no chão. Mantenha o tronco e as pernas alinhadas, formando uma linha recta. Para descansar, dobre os joelhos e baixe lentamente.

• Em pé, com os joelhos ligeiramente fletidos. Precisará usar uma banda para este exercício. Faça pressão com os braços para dentro e para fora na frente e na altura do peito, apoiando a resistência oferecida pela faixa que puxa perpendicularmente aos seus braços. Dependendo da base de apoio, a dificuldade mudará; em pé, ajoelhado ou com uma perna à frente.

• Crunch pé com pé: a posição começa com a clássica compressão abdominal, mas você vai virar para os lados tentando tocar os calcanhares com a ponta dos dedos e os braços esticados.

Para realizar exercícios de trabalho abdominal oblíquo, algumas dicas que se aplicam a todos é respeitar muito bem a postura indicada. Se as costas estão retas se estivermos em pé, ou totalmente apoiadas se estivermos no chão, a posição dos braços, sem cruzar as pernas, etc. Todos esses detalhes nos levarão a fazer os movimentos corretamente. Por outro lado, eles irão também impedir lesões. Quando trabalhamos nessa área, geralmente as costas ficam prejudicadas por não se fazer os exercícios corretamente, portanto, respeite as posturas e execute movimentos lentos e bem marcados, sem gestos bruscos ou inércia.

Em resumo, a RM Trainer lembra que cada um deverá estar ciente das suas limitações. Será sempre positivo variar o tipo de treino e de exercícios, no entanto será sempre importante respeitar a individualidade de cada um para que não saia prejudicado em termos de possíveis lesões. Bons treinos!