10 erros comuns na alimentação

blank
Dicas para férias ativas
Agosto 2, 2022
blank
Parceria com a Vinilsul
Setembro 7, 2022

Muitas vezes, pensamos que estamos a comer de forma saudável mas na realidade estamos a cometer alguns erros.

 

DATA: Agosto 2022
AUTOR: Rui Madeira |Saúde

A RM Trainer deixa aqui alguns desses erros mais comuns, descritos pela revista Metropolitan. Pode ser que se identifique com alguns deles e que estas dicas o possam ajudar a melhorar a sua alimentação.

1- Pensar que à tarde ou à noite a fruta engorda mais do que de manhã.

Uma fruta fornece as mesmas calorias antes ou depois das refeições. A ordem em que os alimentos são ingeridos não influencia o total de calorias diárias.

No entanto, se consumido antes da refeição irá produzir maior saciedade, pois contém fibras. Desta forma, tenderá a comer menos à refeição.

2- Acreditar que o consumo de água durante a refeição, faz com que ela absorva o dobro.

A água não fornece calorias, pois não contém nutrientes. Portanto, não engorda, mesmo que seja tomada antes, durante ou após as refeições.

3. Afirmar que todas as gorduras são más.

Até há pouco tempo atrás, acreditava-se que as gorduras eram ruins para a saúde. No entanto, estas desempenham um papel importante no seu corpo, pois entre as suas funções estão a proporção de energia e a redução do colesterol. É por isso que deve consumir gorduras saudáveis, como abacate, nozes, azeite e sementes de linhaça ou chia.

4. Substituir alimentos por sumos e smoothies.

Nem os batidos nem os sumos contêm todos os nutrientes das frutas e vegetais de que necessitamos, pelo que não devemos seguir uma dieta baseada apenas neles. Eles não podem substituir uma refeição principal ou fazer parte de um padrão alimentar em si.

5. Banir o glúten porque acha que é prejudicial.

Somente pessoas que foram diagnosticadas com doença celíaca, ou seja, que tenham intolerância intestinal a essa proteína do trigo, é que deverão excluí-la das suas dietas. A frase "sem glúten" não é sinónimo de saudável, lembre-se de que muitos dos produtos que o substituem têm maiores quantidades de açúcar e gorduras trans.

6- Restringir severamente alimentos como carboidratos.

Abastecer os seus músculos com carboidratos ajuda-lo-á a passar por rotinas de perda de gordura. O seu corpo precisa de um suprimento decente de carboidratos pós-treino para que a queima de gordura continue pelo maior tempo possível. Também será necessário repor o glicogénio que perdemos após o exercício.

7- Não comer leguminosas.

Em geral, a tendência é preparar legumes quase sempre estufados e acompanhados de alimentos gordurosos que aumentam muito o valor calórico do prato de legumes que se come. É por isso que está associado às próprias leguminosas com alto teor calórico. Mas isso é um mito, as leguminosas fornecem uma alta percentagem de ferro, têm um alto teor de fibras, o que é essencial para uma digestão ideal. Além disso, reduz o colesterol e promove o controlo da glicose.

8- Usar adoçante em vez de açúcar.

Uma colher de chá de açúcar fornece 8 calorias ao café da manhã. Uma ingestão calórica mínima em comparação com a média de 2.000 calorias por dia de um protótipo de dieta equilibrada.

9- Compensar (um dia comi demais, no dia seguinte como pouco).

É melhor comer pelo menos quatro refeições, mas mais leves. O corpo receberá assim doses equilibradas de hidratos de carbono, proteínas, gorduras, minerais e vitaminas. Essa também é a melhor maneira de não sentir fome e evitar tentações.

10- Os alimentos congelados são menos nutritivos do que os frescos.

O processo de congelação não altera as qualidades dos alimentos, pelo que o peixe ou a carne congelados têm as mesmas propriedades que se os comêssemos frescos. Obviamente que devemos levar em conta que é feito um bom descongelamento dos mesmos.

Então, identifica-se com alguns destes tópicos?

É natural que cometa alguns (ou quase todos) destes erros, pois não fomos formados na área tão complexa que é a Nutrição. Geralmente fazemos aquilo que lemos ou ouvimos e nos faz mais sentido. O problema é que quanta mais informação procuramos também mais contra informação encontramos, o que gera o caos na nossa mente.

Na opinião da RM Trainer é simples, da feira sabe o tendeiro, da doença sabe o médico, então da Nutrição sabe o Nutricionista.

Já conhece a Nutricionista da RM Trainer?

Hipócrates: "Que o seu alimento seja o seu remédio."